Notícias
Notícias 
A face mais Verde do Douro
4 outubro 2019

As regiões de fronteira valem sempre mais do que a soma das partes que ficam de cada um dos lados da linha imaginária. E esta regra torna-se ainda mais evidente quando falamos de vinhos. Nas margens do Douro, mas em terra de Verdes, paisagem, património e mesa sempre posta conjugam-se numa experiência única.


Portugal é, todo ele, uma imensa região vitivinícola. De Norte a Sul, de Leste a Oeste, a vinha faz parte da paisagem, o vinho é objeto de paixões e os dois entrelaçam-se no tecido cultural deste retângulo à beira-mar plantado. Mas esta ?globalização? não se faz de unanimidades nem de padronizações de gostos e sabores. Pelo contrário: cresce e multiplica-se em diversidades que aguçam a curiosidade e enriquecem o retrato geral. Se esta é uma realidade incontornável para quem procura descobrir os vinhos portugueses, ainda mais se acentua quando visitamos as zonas de fronteira entre regiões. Foi o que fizemos desta vez, lançando-nos à descoberta da face mais Verde do Douro.

Saiba mais aqui.